sexta-feira, 4 de novembro de 2011

RECONCILIAÇÃO COM DEUS


Lucas.15: 11a 32— E disse: Um certo homem tinha dois filhos;
 E o mais moço…
Decidiu sair de casa… Desejou se tornar independente do pai. Viver sua vida por conta de si mesmo.                Não estava satisfeito com a vida que levava na casa do pai. Pediu a sua parte na herança, e longe dos olhos do pai, estava pronto a começar sua grande aventura, aquilo que a maioria dos jovens imaturos chamam de liberdade pessoal.
Desperdiçou todos os seus bens… Vivendo dissolutamente nos prazeres carnais, comidas, bebidas, drogas, prostituições, fazendo  muitos amigos nas baladas noturnas.
Pródigo: significa esbanjador. Precisamos tomar muito cuidado com alguns desejos carnais que crescem no coração humano. Deus diz: que o coração dos seres humanos é enganoso, passando, às vezes, até mesmo a dominar nossas mentes, e podemos até perder a nossa alma.. Devemos atentar principalmente para o desejo de querer enganar os nossos pais, ocultando dos seus olhos, coisas que envergonham e entristecem a Deus.
Começou a passar necessidade … é o primeiro sinal, sintomas de que as coisas não estão bem, somos censurados das coisas erradas que praticamos. Fuja do pecado – diz o Senhor – rejeite a amizade com as coisas mundanas. Ser amigo do mundo é considerado inimigo de Deus.
Acabando tudo que tinha, sujeitou-se a cuidar de porcos…Representa alguém em desespero que não achou absolutamente mais nada para fazer, além daquilo. Aquele jovem chegou ao ponto de desejar comer a comida dos porcos, e ainda assim, não receber nada.
Ninguém lhe dava nada de graça: é o que afirma a Bíblia quando ele buscava se alimentar daquela comida não lhe era permitido comer de graça. Tudo que lhes era oferecido, lhes custava um pagamento até mesmo com roupas e calçados de seu próprio corpo.                                                                                                                           
As áreas afetadas são primeiramente a nossa vida financeira, prejuízo, dor, vergonha, amargura, também podem representar alguns dos sintomas de nossas portas espirituais de bênção serem fechadas.
Caiu em si – Quando abriu os olhos da mente, percebeu que estava no caminho errado e que precisava voltar para casa, e consertar-se com o seu pai. Ele se deu conta de que os empregados de seu pai eram mais prósperos que naquela vida miserável que estava vivendo.
Caminho do arrependimento… Ele estava consciente do seu pecado contra seu pai e contra os céus (contra Deus). Ele realmente quis dar provas de que estava arrependido e disposto a reparar seu erro, nem que fosse preciso perder o direito de ser chamado de filho.
Conversão= Voltar atrás, mudar de rumo, direção, pegar o caminho certo, significa: mudança de pensamentos e de atitudes. Sair do caminho que conduz à morte e voltar-se para a vida.
E, levantando-se, foi ter com o seu pai;…Podemos ter um encontro de reconciliação, porque o véu que havia entre o Pai e filho - aquilo que nos separavam de Deus - foi rasgado através de Jesus Cristo. Através de sua morte e ressurreição recebemos o perdão de nossos passados que nos conduziam à morte da alma. Jesus com sua misericórdia e graça morreu a minha e a sua morte para que tenhamos vida eterna com Ele.
Através do arrependimento de voltar, reconciliar, pedir perdão.
O pai moveu-se de compaixão, e disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-o, e ponde-lhe um anel na mão, e sandálias nos pés. Trazei o bezerro cevado, e matai-o. Comamos, e alegremo-nos. Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.
Há uma Festa no Céu quando um pecador se arrepende e se volta para Deus.
Roupas limpas… Vestes falam de justiça. As roupas daquele jovem estavam sujas e manchadas  pelo pecado. Mas novas vestes falam da restauração da justiça divina e da santificação, dignidade que havia perdido.
Anel no dedo… fala de autoridade: era o sinal que exerciam o seu poder de autoridade. O pecado nos rouba a autoridade espiritual, mas o perdão nos dá libertação e restaura a autoridade perdida.
Sandálias nos pés… Descalço diante do pai como um escravo, vendido pelas suas próprias dívidas. Mas o pai manda que ele seja calçado, liberto da culpa e restitui-lhe a condição  verdadeira de filho liberto, livre da dívida de desobediência a sua Palavra.
Matou o novilho e festejou… Reconciliou com o pai… A alegria voltou na casa do pai… O filho sofria porque descobriu que a alegria que buscava no mundo era falsa, e passageira. De volta a casa, a alegria verdadeira voltou a reinar. O novilho fala de restauração de vida, sacrifício pago por Cristo.
Assim é o amor de Deus para conosco. Ele se move de compaixão em nosso favor, dos que ainda hão de herdar a salvação. Ele nos restaura a dignidade de filho, dá liberdade e a alegria, uma nova condição de vida pela fé, em Jesus Cristo. O grande amor do Pai… Ele se compadeceu de nós, e, corre ao nosso encontro na pessoa de Jesus Cristo, e nos restaura. Você que saiu da presença do Pai, que sofre  vergonha de  tê-Lo abandonado, não espere mais!! Volte!! Ainda há tempo!!



rci//rv//eapa
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário