terça-feira, 20 de março de 2012

líder encorajador 

“Dar resposta apropriada é motivo de alegria; e como é bom um conselho na hora certa!” (Provérbios 15.23 NVI).
Todos precisam de encorajamento. Mesmo o líder mais determinado, mais habilidoso precisa ser encorajado de alguma forma. Se isso é verdade em relação à pessoa do líder, imagine em relação aos liderados?!
Todo líder precisa ser um encorajador por excelência dos seus liderados. Precisamos encorajar as pessoas porque:
  • Há dias em que tudo parece sombrio.
  • As pessoas enfrentam ciclos diferentes de vida. Existem dias de montanha e dias de vale.
  • A vida impõe muitas pressões sobre as pessoas, a carga fica pesada e o desânimo parece dominar os corações.
  • O desafio do trabalho a ser feito se torna grande e a vontade de desistir e sair de cena sempre surge como uma opção.
  • Às vezes perdemos o foco e fixamos o olhar apenas nos erros e derrotas aparentes.
  • Normalmente ouvimos mais palavras de desânimo do que de encorajamento no dia-a-dia da vida.
  • Esquecemos que temos recursos sobrenaturais ao nosso dispor e ficamos tentando viver pelo nosso próprio poder.
Um líder sensível será um líder que encoraja. Mesmo quando é preciso corrigir rotas e rever procedimentos, o encorajamento precisa estar presente.
A palavra de um líder sempre tem um peso maior do que o normal. Sendo assim, a palavra encorajadora de um líder tem conseqüências muito mais profundas, às vezes inesperadas, se ignoramos esta verdade. Podemos encorajar as pessoas de diversas maneiras, como:
  • Chamando os liderados pelo nome.
  • Procurando conhecer de fato os seus problemas.
  • Permitindo ser acessível a eles.
  • Mostrando a eles que nós também somos humanos e limitados.
  • Reconhecendo o esforço despendido para a realização de uma tarefa.
  • Oferecendo espaço para manifestações e contribuições dos liderados.
  • Oferecendo um tempo de descanso para aqueles que estão cansados.
  • Sendo justo e não fazer acepção de pessoas.
  • Encorajando diretamente com palavras positivas de ânimo.
Entendo que um bom líder precisa sempre procurar encerrar seus diálogos de forma positiva e encorajadora, pois assim a abordagem inter-pessoal se tornará mais dinâmica e fácil, gerando um clima melhor e mais produtivo de trabalho em equipe.
O mundo já tem muitas forças geradoras de desânimo, por isso precisamos de líderes que encorajem e sejam encorajados. Que tipo de encorajadores temos sido? Daqueles que diante de um belo dia de sol só enxerga a pequena nuvem escura do horizonte ou somos daqueles que mesmo em meio às tempestades, lembramos que sobre as pesadas nuvens o sol nunca deixa de brilhar? 
Vamos trabalhar por uma atmosfera de encorajamento. Que tal criarmos uma corrente de encorajamento mútuo? Um bilhete, um presente, uma carta, um telefonema, um e-mail, uma declaração pública, um abraço, um agradecimento, um sorriso sincero, um ouvido atento e sensível, uma palavra, um compartilhar de fardos. Vamos nos encorajar uns aos outros e colhamos o fruto dessa inteligente e abençoada prática. 
Antes de encerrar, quero lembrá-lo: não desanime, levante a cabeça, você pode chegar lá, pois o Senhor “é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós.” (Efésios 3:20 NVI). 

rv//rci//2012                     
 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário